Efeito alelopático de plantas sobre a germinação e crescimento inicial de espécies cultivadas e invasoras

Resumo: Grandes investimentos tecnológicos no setor agrícola têm permitido a obtenção de altos índices de produção. Porém, alguns fatores comprometem a produtividade agrícola tais como: as plantas daninhas, que constitui um fator preocupante dentro da atividade agrícola (VASCONCELOS, SILVA & LIMA, 2012). Para que esse prejuízo não ocorra, são amplamente utilizados os herbicidas, apesar da consequente poluição do solo e dos corpos aquáticos, da sua contribuição deles no aumento da resistência das plantas daninhas e de afetarem a saúde de homens e animais (DUKE, DAYAN & RIMANDO, 1998). Uma alternativa ecologicamente sustentável é o conhecimento e o manejo do potencial alelopático de diversas espécies vegetais já disponíveis na natureza (BASRA, et al., 2011; CANTANHEDE et al., 2014). Segundo Matsumoto et al., (2010), os compostos secundários com potencial alelopático podem ser utilizados na produção de herbicidas naturais ou serem modificados com o propósito de aumentar a sua atividade biológica sobre outros vegetais. Por isso, é importante o estudo fitoquímico de espécies vegetais pela produção de inúmeros metabólitos secundários, que podem apresentar potencial alelopático.

Data de início: 2014-05-02
Prazo (meses): 72

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Camila Reis dos Santos
Aluno Doutorado Flávio Maurício Perini
Aluno Doutorado ENES FOLLADOR NOGUEIRA
Aluno Doutorado ANDERSON MARIQUITO
Aluno Doutorado ALESSANDRO BERMUDES GOMES

Páginas

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910